Estamos em um mundo cada vez mais conectado, em que as pessoas chegam a desbloquear a tela do celular cerca de 100 vezes ao dia. Parece um número exorbitante, não é mesmo? Mas a verdade é que, em busca de novos produtos, os consumidores mudaram seu comportamento por conta dos dispositivos móveis. Os usuários podem, por meio de alguns cliques na tela do celular, comparar preços, ler mais sobre o produto e pesquisar opiniões de outros consumidores. Esse novo caminho que se forma para o consumo é chamado de jornada de compra e deve ser muito bem aproveitado pelas empresas. Confira nosso post e entenda como funciona esse processo!

O que é a jornada de compra?

A jornada de compra nada mais é que o caminho que leva as pessoas/empresas a tomarem suas decisões de consumo. Ela é dividida em quatro etapas:

1. Aprendizado e descoberta

A primeira etapa é quando o consumidor/empresa percebe um problema e começa a buscar mais informações sobre o tema. Ele está interessado, por enquanto, apenas em possibilidades para seu problema.

2. Consideração da solução

Nessa etapa, o cliente em potencial já tem consciência plena sobre seu problema e está em busca de métodos que possam solucioná-lo.

3. Decisão de compra

Aqui o consumidor/empresa já definiu a melhor solução para o problema e está pesquisando depoimentos e dados que façam uma recomendação final e o ajudem a decidir a melhor empresa para fechar a compra ou contratar o serviço.

4. Ação

Por fim, o cliente toma a decisão e finaliza o processo, comprando o produto ou contratando o serviço com base nas etapas anteriores, solucionando assim seu problema inicial.

Qual a importância da jornada para as empresas?

Em todos os setores, entender a jornada de seus consumidores é essencial para criar boas estratégias de vendas, que atinjam os usuários em todos os momentos do caminho até a compra.

Tentar vender para quem ainda não está pronto para comprar é um dos erros mais comuns que equipes de vendas fazem. Por isso, é necessário treinar seus funcionários e adaptar suas estratégias de acordo com as necessidades do consumidor.

Como criar estratégias de acordo com a jornada?

A chave para usar a jornada a favor dos negócios é entregar ao longo do caminho conteúdos condizentes com cada fase em que o consumidor estiver, seguindo um funil de vendas Para isso, as informações devem ser adaptadas para que a empresa comunique-se com ele da melhor forma e onde e quando ele estiver mais receptivo às informações. Para cada fase, existem conteúdos mais interessantes para seu cliente. Abaixo alguns exemplos:

Aprendizado e descoberta

Nessa fase, as principais oportunidades para a empresa são conteúdos bem informativos, sem nenhum teor de vendas. A ideia é atrair os clientes/empresas da forma mais natural possível, por meio de posts no blog da empresa, e-books básicos, vídeos e tutoriais, por exemplo.

Consideração da solução

Nessa etapa, já é possível fazer conteúdos mais direcionados à resolução do problema do cliente/empresa, que envolvam o nome do seu produto ou serviço. Webinars, e-books avançados ou guias são alguns exemplos de conteúdos para essa fase.

Decisão de compra

Nessa fase mais decisiva, é importante criar estratégias bem mais diretas como demonstrações de produto, degustações, testes grátis, e-books de casos de sucesso e comparações entre diferentes produtos e serviços.

Ação

Na fase final da jornada, entram estratégias de pós-venda, que tem como principal objetivo a fidelização do cliente. E-mail marketing, pesquisa de satisfação e descontos de aniversários são algumas das opções.

De uma forma geral, os clientes/empresas tendem a ser mais fiéis às empresas que os acompanham desde a descoberta do problema até a decisão de compra, especialmente se elas os ajudam oferecendo conteúdo relevante e de qualidade ao longo do caminho. Um relacionamento duradouro é baseado em confiança e auxílio mútuo, inclusive nos negócios. Por isso, as empresas que vão além da jornada de compra e ainda trabalham no pós-venda para reter seu cliente estão no caminho certo para o sucesso.

E você? Está trabalhando bem a jornada de compra na sua empresa? Conte pra gente nos comentários!