Já está na hora de você encarar a diversidade como elemento de integração na sua empresa

diiversidade Sep 18, 2020

Entenda a importância e os impactos de abraçar a diversidade em sua empresa!

Não é de hoje que a diversidade no ambiente corporativo é um assunto comentado. A todo momento, pipocam conteúdos, eventos, dados que mencionam essa reivindicação. Por que a insistência? Bom, o motivo é simples: já está mais do que na hora de pensar (e aplicar) a diversidade em sua empresa.

No Brasil, por muito tempo, a diversidade era tabu.

Nas empresas, especialmente em cargos administrativos e posições de destaque, era raro que o demográfico fugisse de um certo padrão. Um padrão você, leitor ou leitora, deve imaginar qual é.

“E por que isso é um problema?” muitos podem se perguntar.

Bom, eu respondo: a falta de diversidade cria precedentes perigosos e, de certa forma, marginaliza àqueles e àquelas com capacidades de ocupar quaisquer vagas, mas não podem.

E o motivo é exclusivamente, conscientemente ou inconscientemente, sua cor, seu gênero, sua sexualidade, sua origem, etc. Ou seja, nada a ver com mérito.

Isso cria uma cultura viciosa e prejudicial a todo mercado de trabalho. A prova disso? De acordo com o Boston Consulting Group, empresas que abraçam a diversidade em seu C-Level, apresentam receita até 19% que as que recusam essa filosofia corporativa.

E acredite em mim: esse é só um dos benefícios da diversidade em sua empresa.

O impacto da diversidade na sua empresa

Afinal, você já parou para pensar porque empresas que apostam na diversidade apresentam resultados tão impactados como esse que citei acima?

É uma questão de experiência. Na verdade, experiências. A união de mentes diferentes promove um ambiente capaz de produzir e compartilhar conhecimentos distintos.

Não à toa, de acordo com uma pesquisa de Josh Bersin, um ambiente diversificado leva à inovação. Essas empresas têm uma chance 1.7 vezes maior de serem líderes dos seus setores que as outras.

E isso se reflete em outros pontos, como a tomada de decisão. Profissionais com diferentes backgrounds possuem know-how bastante distinto. Situações de vida, desafios, obstáculos. Tudo isso agrega.

E de acordo com a Cloverpop, 87% dos times diversificados perfomaram melhor que outras equipes mais unifacetadas.

Portanto, é bastante evidente o peso da diversidade nas empresas. Além disso, trata-se de assumir para o próprio ambiente corporativo um espírito democrático e justo, que leva em conta competência e mérito.

No entanto, é preciso fazer uma ressalva: a diversidade não se restringe apenas à parte operacional do seu negócio.

Os graus da diversidade: do estagiário à chefia

Em vários contextos, o discurso da diversidade é meramente uma fantasia. E apesar dessa minha frase soar forte, ela é verdadeira: quantas empresas você já viu com minorias ocupando apenas cargos “inferiores”?

Aliás, vale ressaltar que a presença de força de trabalho diversificada é muito boa. De acordo com dados da McKinsey, empresas com operacional diversificado performam melhor que seus competidores.

Porém, enquanto o C-Level for dominado pelo mesmo demográfico, as coisas tendem a estagnar em pouco tempo.

É por isso que se vê surgindo, em várias empresas, programas que estimulam a liderança de minorias. Ou seja, iniciativas internas que buscam criar os espaços — e qualificar as pessoas certas e diversificadas — para ocupar posições de impacto.

E aqui, falamos de gerentes, diretores e presidentes. Tomadores de decisão.

O segredo para abraçar a diversidade na sua empresa

E afinal, como fazer isso dar certo? É uma dúvida que ouço muito de colegas gestores.

Creio que o principal seja admitir o problema: a falta de diversidade. E que esse problema causa prejuízos, como os dados mostraram. Como resolver, portanto? O pilar da mudança está no tratamento:

Processos seletivos mais humanizados, menos enviesados e mais imparciais — e que respeitem as necessidades de cada um. Por exemplo, uma entrevista com um cadeirante deve ser em um local de fácil acesso. Já com uma pessoa surda, a presença de um intérprete de libras é necessário.

Tudo isso começa com o respeito a todos, independente de suas características, credos ou origens. Essa deve ser uma das Missões da empresa.

Colaboradores socialmente conscientes cujas atitudes deverão refletir no comportamento da empresa.

É importante, ainda, que essa atitude de abraço à diversidades se reflita no ambiente de trabalho. As pessoas devem ser livres para serem si mesmas, com o conforto necessário para mostrar do que são capazes.

Muitas vezes, é a falta desse aspecto que torna as empresas fechadas em filosofias antiquadas.

E claro, uma coisa que percebo e que deve ser feita, é oferecer continuidade a esse pensamento. Que a diversidade seja um pilar do seu negócio, não apenas uma onda derivada de uma tendência, entende?

E então, que tal começar agora a aplicar a diversidade em seu local de trabalho? Conte suas dicas aqui embaixo, nos comentários!

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.